História

1990

O Grupo Mundo Novo foi fundado em 29 de Agosto de 1990. Preparavam-se para no dia 31 de Dezembro dar o seu primeiro espectáculo no lugar Catraia de Assequins em Águeda. Inicialmente era constituído por seis elementos: dois acordeonistas, um guitarrista, um percussionista, duas vozes femininas e muita vontade de levar a música portuguesa aos ouvidos das pessoas. Os instrumentos tocados eram o acordeão electrónico e acústico, a viola ritmo e os instrumentos de precursão tradicionais como o bombo, a pandeireta e os ferrinhos acompanhados pela caixa ritmo.

1991

Em Março o “Mundo Novo” gravam o seu primeiro trabalho, ainda em cassete, “Amor de Pai”, muito transmitido pelas rádios locais. O que começou por uma brincadeira começava a tomar uma dimensão maior devido à adesão do público às músicas deste jovem grupo que escrevia e que compunha os seus próprios temas.

1992

Em Fevereiro gravam em CD “É louco o nosso amor”, uma aposta da Editora Espacial. Os Mundo Novo foram o primeiro conjunto a editar um trabalho em CD. Ainda em Outubro desse ano editam o seu terceiro trabalho discográfico com o título “Apita o comboio” que obteve uma grande aceitação por parte do público. Nesse mesmo mês são convidados pela primeira vez a participar no programa televisivo “Feira da Música”, dando-se a conhecer a todo o país. São convidados para a sua primeira digressão a terras de França.

1993

É o ano do mega sucesso “Apita o comboio” que põe todo o país a cantar e alcança o disco de platina, mantendo-se no top por vários meses. Surge o novo álbum “Boca marota”, outro grande sucesso de vendas para a Editora Espacial, que atinge o disco de ouro. Reconhecidos pelo seu trabalho musical são novamente convidados para actuar junto da Comunidade Portuguesa de emigrantes em França e fecham o ano fazendo a passagem de ano novo em New Jersey – Newark nos Estados Unidos.

1994

A convite do cantor Jorge Ferreira deslocam-se aos a Fall-river, Bóston nos Estados Unidos, acompanhados pelo apresentador de televisão Carlos Ribeiro e pelos produtores da Espacial, para receber o disco de platina do seu álbum “Apita o Comboio”. Preparam o primeiro vídeoclip do tema que dá título ao seu novo álbum “Mexe, mexe Mexilhão”. Recebem o segundo disco de platina pelo seu álbum “Mexe, mexe Mexilhão”, o qual permaneceu durante 26 semanas no top de música portuguesa. Viajam até ao Canadá para cumprirem uma série de espectáculos em Toronto e Monte Real.

1995

O ano é marcado pela digressão de cerca de cinco semanas ao Brasil onde realizam espectáculos em vários Clubes Portugueses, aí são contagiados pelo calor e alegria daquele país. Ainda neste ano gravam o que viria a ser o seu segundo disco de ouro “Grilinho sai da toca”, cujo vídeoclip é exibido em vários programas de música como “Made In Portugal” ou Telemúsica” para onde também são convidados. Levam os seus sucessos até às comunidades portuguesas radicadas no Luxemburgo e Suíça.

1996

Os Mundo Novo procedem a uma remodelação instrumental introduzindo uma nova dinâmica à sua música. Prescindem dos instrumentos de percussão e inserem o teclado, a viola baixo, o acordeão de sistema midi e samplers, que incutem outro tipo de ritmo ao seu espectáculo. Estimulados pelo êxito alcançado nos seus álbuns anteriores gravam “Praia do Nudismo” que alcança o disco de prata. Na sua terceira passagem pelos Estados Unidos têm a honra de ser convidados para uma entrevista na estação de televisão portuguesa em New Jersey, o canal 20.

1997

O Grupo faz a sua segunda tourné ao Brasil (Rio de Janeiro). São também convidados pela segunda vez para ir à Suiça. É editado o seu sexto trabalho discográfico “Querida Avozinha” que atinge terceiro lugar no top de vendas no programa televisivo “Made in Portugal” e os presenteia com mais um disco de prata.

1998

Compõem o sétimo álbum “Papagaio refilão”, que alcança o segundo lugar no top de música portuguesa e o seu terceiro disco de prata. Olhando os títulos dos doze temas originais que compõem o álbum sentimos que estamos muito perto das palavras simples inspiradas no discurso populares deste país tão rico em cultura popular. Elaboram o vídeoclip do tema que dá nome ao álbum. Deslocam-se pela terceira vez a França à cidade de Tours para dois espetáculos.

1999

Sempre com espetáculos em Portugal os Mundo Novo deslocam-se em Março mais uma vez aos EUA às cidades de Fall River, Peabody e Lowell – Bóston. Gravam o álbum “Dança do carrossel” Promovem o seu último trabalho nos programas de televisão de grande audiência, “Made in Portugal” e “Sic 10 Horas”. O ano de 99 termina para os Mundo Novo com o espectáculo de passagem de ano no clube português de Farmingville – New York.

2000

”Mexe o teu cú cú” é o tema que dá nome ao nono álbum deste grupo onde se salientam outros temas como “Quadras à lua”, “Bonequita loira” e “Levarei a vida a cantar” uma homenagem aos 10 anos passados a cantar temas que reflectem a vasta e riquíssima cultura popular do nosso país.

2001

É editado o décimo álbum discográfico “Faísca e pisca-pisca” que inclui uma colectânea dos seus melhores êxitos comemorando os seus dez anos de carreira em destaque as novas versões de “Apita o Comboio”, “Mexe, mexe mexilhão” e “Grilinho sai da toca”. Este álbum teve uma entrada directa para o top 20 + do programa “Made in Portugal” no qual permaneceu por mais cinco semanas.

2002

Preparam o novo álbum “Cerveja fria, mulher quente” um tema muito alusivo à época de verão. Enquanto se encontram em gravações são convidados a participar no programa de televisão “Sic 10 Horas” onde interpretam os temas “Faísca e pisca pisca”, Voltei amor voltei”, “Gosto dela”, “A canção do apita apita” e finalizando com o seu mais recente tema Cerveja fria e mulher quente”

2003

Mais uma vez o Edgar Sousa, compositor, orquestrador e acordeonista, além de vocalista principal dos Mundo Novo, surpreende com os novos sons utilizados na gravação do álbum “Mulher do vizinho” onde arrasta consigo um grupo de músicos para interpretarem músicas de cariz popular a um ritmo muito quente. Participam num arrojado programa televisivo de solidariedade às vítimas dos incêndios produzido pela TVI no Parque das Nações “Especial Portugal Solidário”.

2004

O seu crescimento artístico e o seu estilo próprio produziu uma evolução na sua carreira marcada pelo reconhecimento do seu talento em Portugal e além fronteiras. Desta vez deslocam-se pela primeira vez ao Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, para efetuar dois espetáculos na cidade de Modesto. Em Junho gravam o décimo terceiro álbum “Bate o pé” pautado por músicas divertidas que fazem arrancar um sorriso aos mais sisudos. Repetem a participação no programa “Sic 10 Horas”. São convidados para os programas “Praça da Alegria”, “Olá Portugal” e “A vida é Bela” e fecham o ano em grande com a sua participação no programa especial de natal da TVI “Há festa no Hospital” onde interpretaram o tema “Há natal nos corações”. Com a humildade que os caracteriza, este grupo procurou sempre dar predominância ao conceito de qualidade musical, reconhecida pelos êxitos obtidos ao longo da sua carreira.

2005

Os Mundo Novo que procuraram sempre dar predominância ao conceito de qualidade musical, reconhecida pelos êxitos obtidos ao longo da sua carreira com cerca de 15 anos de sucessos, que se tem vindo a desenvolver qualitativamente ao longo de mais de uma década, construída em êxitos sucessivos. O álbum “O melhor dos Mundo Novo” é uma retrospetiva destes anos de canções onde podemos encontrar alguns dos maiores sucessos deste grupo de música popular portuguesa. Indispensável para todos os que apreciam música portuguesa.

 

2007

Ano de lançamento do álbum ” A chibinha”, cheio de canções alegres e divertidas bem ao jeito dos bailes, festas e romarias que acontecem um pouco por todo o país. Vários temas de realce, como: “Eu fui à toca”, “Vacina portuguesa”, “És guloso malandrão” ou “Coelhinho” bem como o incontornável “A Chibinha”.

 

2009

“Ruz, truz, truz” nome de álbum e um dos temas fortes dum disco. Com temas bem alegres como, “Deixe-o entrar”, o cd. … verdadeira “Festa Portuguesa” , A “Moda da Kizomba” “Ó Portuguesa”.

 

2010

“A pica do ouriço” é o disco lançado este ano. Autor de alguns dos maiores sucessos populares, este grupo nunca deixou de presentear todos aqueles que gostam de se divertir com novas composições que refletem a sua animação e boa disposição. E este ano não será excepção. Prepare-se para ser “picado” com os 10 “espinhos” musicais que este ouriço lhe traz. “Agarra-te aqui”, “ Há festa (vou pró bailarico)”, “O rapaz da boa figura” ou ainda “Por amar casei um dia” prometem ser presença assídua nos eventos populares, ou não fossem os Mundo Novo já uma presença confirmada nos leitores de cd’s de todas as festas que se querem animadas.(…).

2012

“Dança que é bom”- apresenta uma proposta de diversão à qual não nos colocamos indiferentemente de lado, porque logo aos primeiros acordes somos embalados pelas sonoridades populares do acordeão e por letras atrativas e divertidas interpretadas pelos Mundo Novo. “Eu gosto do teu cozido”, “Roda, roda, vira”, “Aí as mulheres”, “Abre a pipa ó Beatriz” ou o tema que dá nome a este novo álbum “Dança que é bom”(…)

2014

“Piquenique Português” – A música popular portuguesa bem ao gosto das festas e romarias portuguesas são o mote para este novo trabalho, com as sonoridades mais características e apelativas a um pezinho de dança, fazem deste novo cd uma peça fundamental para acompanhar os seus serões de Verão(…)

2016

Mundo Novo desde muito cedo têm trazido até ao público alguns dos maiores sucessos musicais bem ao gosto das festas e romarias portuguesas, fazem deste grupo uma peça fundamental na companhia dos seus serões mais animados.Com um público fiel e entusiasta, os Mundo Novo têm uma carreira já longa na música portuguesa. Dos ritmos mais tradicionais do acordéon, às sonoridades mais modernas e ritmos apelativos que se unem aos refrões de fácil aprendizagem, transmitem a boa disposição que é uma constante na apresentação deste grupo.Estes os ingredientes mais que suficientes para este novo trabalho intitulado, “Mulher Gatinha” se tornar no mais recente sucesso discográfico dos Mundo Novo.Composto por 10 novas canções somos levados pelas sonoridades populares a ambientes de pura diversão e alegria. Deixe-se contagiar com temas como: “Rebola a bola”, “Noite de loucura”, “Vou-te dar um beijo”, “Emigrante (chora saudade)”, “O Zé e a Maria” ou ainda o tema que dá nome a este cd “Mulher Gatinha” ou a regravação de um sucesso deste grupo “Quando lavavas no rio”.Mundo Novo, a aposta na música popular portuguesa, por um dos grupos de baile mais característicos deste género musical que apaixona o púbico e uma crescente onda de fãs e apoiantes, elegendo os Mundo Novo, das bandas mais reconhecidas, aplaudidas e requisitadas.“Mulher Gatinha” é já o cd fundamental para o acompanhar onde quer que vá, pois vai ser certamente um álbum que irá permanecer nas playlist das rádios nacionais e será sem qualquer dúvida o “álbum” que estará no top das suas preferências em festas, bailes e romarias onde quer que seja onde a música popular portuguesa esteja presente.

2018

Com um historial digno de referência, é incontornável uma retrospetiva musical deste grupo. “Grandes êxitos” é uma recolha dos maiores sucessos interpretados pelos Mundo Novo onde podemos encontrar canções como: “Doce bombom”, “A picada do ouriço”, “Ruz truz truz”, “A chibinha” ou ainda “Grilinho sai da toca” e “Mexe, mexe mexilhão” além do incontornável “Apita o comboio?. Em “Grandes Êxitos” estão incluídos três novas canções que vão seguir o mesmo caminho de sucesso de tantas outras interpretadas por este grupo. “Solteiro é que não”, “Dá cá mais um” e “Festas D’aldeia” são mais um exemplo da utilização dos ritmos mais tradicionais do acordeon, associadas às sonoridades mais modernas e ritmos apelativos que se unem aos refrões de fácil aprendizagem, transmitindo a boa disposição que é uma constante na apresentação deste grupo.